meu caos dormente

DOCINHO DE LÍRIO

coas silenciosoEstava longe de casa, sem sinal no meu celular, sem internet – apenas em um quarto silencioso há alguns metros de um mercado e um cinema. Todas os dias algo me chamava para parar e ouvir, mas eu continuava a me ocupar com o que podia: leitura, caminhadas, desenhos, fotografia, etc.

Um dia estava para desistir da guerra e abaixar minhas armas, mas como uma teimosa profissional eu fui me ocupar no cinema. O filme foi “ok” e já estava com sono no final, mas com alívio pensei que logo estaria em casa dormindo. Mal sabia que algo me esperava na saída do cinema.

Ao voltar para a casa uma onda gigante me engoliu, a onda da memória, coisas que nunca mais queria lembrar, outras que havia esquecido completamente, situações que para mim já estavam arquivadas. Lágrimas contidas escorriam e finalmente me deixei soluçar na rua deserta e escura, e…

Ver o post original 219 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s